sexta-feira, 13 de abril de 2012

A capa

Quando comecei a pensar no design da capa do Kerouac, entrei em contato com meu amigo Binho Miranda, que é um dos melhores artistas visuais que eu conheço, e com a certeza a sua ajuda foi fundamental para o desenvolvimento e conceitualização da capa. Logo começamos a esboçar idéias.

Primeiramente partimos de um desenho feito pelo próprio Kerouac em 1952. Jack enviou o desenho como proposta para a capa do On the Road nesse mesmo ano junto ao manuscrito para os editores, mas quando finalmente o livro foi publicado em 1956, ele saiu com uma capa completamente diferente.


Achamos que seria uma boa idéia, mas logo percebemos  porque os editores da primeira edição do On the Road não utilizaram o layout, ele não funciona (pelo menos esta foi a nossa conclusão na ocasião).
clique na imagem para ver maior
Porém a idéia dos papéis voando pela estrada já apareceu neste primeiro estudo. Pensamos mostrar Jack Kerouac caminhando pela estrada espalhando papéis em branco pelo caminho. Tudo a ver com duas coisas extremamente importantes na vida do escritor: Viajar e escrever. Mas o ângulo ainda não estava bom.

Fiz outro estudo com a câmera em outra posição, mais frontal. Esse segundo estudo é o que está abaixo:

clique na imagem para ver maior

 Mas o Binho chamou a atenção, acertadamente, para a direção em que os papéis deveriam voar. Era melhor fazer com que eles formassem uma espécie de espiral que conduziria o  leitor para o título do livro que ficaria na parte superior da capa. Fiz a alteração.
clique na imagem para ver maior

 Concordamos que este último rafe estava bom. Parti para o desenho final.
clique na imagem para ver maior
Fiz o desenho com a mesma técnica usada em todo o álbum: Caneta e tinta nanquim sobre papel sulfite 90 gm. O toque final foi a idéia de inserir uma foto do manuscrito original no fundo e colorir apenas o personagem.
clique na imagem para ver maior
E por fim, a capa final.
clique na imagem para ver maior

Nenhum comentário:

"Aqui estão os loucos. Os desajustados. Os rebeldes. Os criadores de caso. Os pinos redondos nos buracos quadrados. Aqueles que vêem as coisas de forma diferente. Eles não curtem regras. E não respeitam o status quo. Você pode citá-los, discordar deles, glorificá-los ou caluniá-los. Mas a única coisa que você não pode fazer é ignorá-los. Porque eles mudam as coisas. Empurram a raça humana para a frente. E, enquanto alguns os vêem como loucos, nós os vemos como geniais. Porque as pessoas loucas o bastante para acreditar que podem mudar o mundo, são as que o mudam."

Jack Kerouac.

Livro

Livro
Para adquiri-lo, mande uma mensagem para joaocpp@yahoo.com.br com o título KEROUAC, que eu envio pelo correio mediante o depósito de 25 reais.

Postagens populares

Seguidores

Follow by Email