quarta-feira, 23 de novembro de 2011

Ginsberg



Mais uma página que não foi para a edição final do álbum. Retrata Allen Ginsberg declamando seu famoso poema "Uivo".

Abaixo um trecho do poema traduzido por Claudio Willer e lançado no Brasil pela L&PM.


Uivo
para Carl Solomon

I

Eu vi os expoentes da minha geração destruídos pela loucura,
morrendo de fome, histéricos, nus,
arrastando-se pelas ruas do bairro negro de madrugada
em busca de uma dose violenta de qualquer coisa,1
hipsters2 com cabeça de anjo ansiando pelo antigo contato
celestial com o dínamo estrelado na maquinaria
da noite,3
que pobres, esfarrapados e olheiras fundas, viajaram fumando
sentados na sobrenatural escuridão dos miseráveis
apartamentos sem água quente, flutuando sobre
os tetos das cidades contemplando jazz,
que desnudaram seus cérebros ao céu sob o Elevado4 e
viram anjos maometanos cambaleando iluminados
nos telhados das casas de cômodos,5
que passaram por universidades com olhos frios e radiantes
alucinando Arkansas e tragédias à luz de
Blake entre os estudiosos da guerra,6
que foram expulsos das universidades por serem loucos
& publicarem odes obscenas nas janelas do crânio,7
que se refugiaram em quartos de paredes de pintura
descascada em roupa de baixo queimando seu dinheiro
em cestos de papel,8 escutando o Terror através da
parede,
que foram detidos em suas barbas púbicas voltando por
Laredo9 com um cinturão de marijuana para Nova
York, 
(...)

Nenhum comentário:

"Aqui estão os loucos. Os desajustados. Os rebeldes. Os criadores de caso. Os pinos redondos nos buracos quadrados. Aqueles que vêem as coisas de forma diferente. Eles não curtem regras. E não respeitam o status quo. Você pode citá-los, discordar deles, glorificá-los ou caluniá-los. Mas a única coisa que você não pode fazer é ignorá-los. Porque eles mudam as coisas. Empurram a raça humana para a frente. E, enquanto alguns os vêem como loucos, nós os vemos como geniais. Porque as pessoas loucas o bastante para acreditar que podem mudar o mundo, são as que o mudam."

Jack Kerouac.

Livro

Livro
Para adquiri-lo, mande uma mensagem para joaocpp@yahoo.com.br com o título KEROUAC, que eu envio pelo correio mediante o depósito de 25 reais.

Postagens populares

Seguidores

Follow by Email